Francisco “Kiko” Maria, único português inscrito para participar no CEV Repsol, na Honda Leopard Impala da classe de Moto3,  não vai alinhar no Estoril nem em Portimão, embora faça parte da lista de inscritos, pois vai estar a recuperar de uma operação, na altura em que os seus adversários putativos alinharem para as corridas no Autódromo do Estoril e do Circuito Internacional do Algarve, uma semana depois.

É que, facto desconhecido da maioria, o pequeno lisboeta lesionou-se num treino já em Janeiro, com bastante gravidade, pois na altura fraturou a cabeça do fémur e a bacia.

Uma ou outra lesão é inevitável na carreira dum piloto -aqui, no Estoril, Kiko acabou cheio de dores depois de uma queda

De facto, hoje mesmo, o Campeão Nacional de Pré-moto3 está a caminho de Barcelona, onde será operado no prestigiado Instituto Dexeus para tirar os ferros de apoio e estabilizar a lesão.

Um porta-voz do piloto disse que, apesar de obviamente desapontado por perder o começo do Campeonato, e logo as duas provas de Portugal, “Kiko” está de bons espíritos e já a antever o regresso, que será a estreia na classe de Moto3 a nível internacional, pois antes corria na “European Talent Cup”.