Correu mal a experiência do piloto de MotoGP na ronda de abertura do campeonato regional de Motocross de Emília Romagna.

Na mítica pista de Faenza, decorria a primeira manga quando Andrea Dovizioso sofreu uma violenta queda da qual resultou a fraltura da clavícula esquerda.

Imediatamente encaminhado para o bloco operatório do Hospital Policlinico de Modena, foi submetido a uma intervenção cirúrgica pelo Dr. Porcellini.

A urgência na recuperação de “Dovi” prende-se com o facto de o campeonato de MotoGP começar já no dia 19 de Julho em Jerez de la Frontera.

O médico confirmou que Andrea Dovizioso “chegou com uma fratura da clavícula com alguma complexidade. Colocámos uma placa para estabilizar o osso e agora é trabalhar a parte da fisioterapia para voltar rapidamente.”

Questionado sobre se acredita que o piloto da Ducati esteja à partida em Espanha, a resposta do Dr. Porcellini foi a seguinte: “A medicina não é uma ciência exata, mas sou muito otimista e acho que ele conseguirá. Da última vez que partiu uma clavícula, voltou às corridas em 21 dias.“

Numa altura em que o seu futuro na equipa oficial da Ducati no MotoGP está em dúvida, o seu empresário, Simone Battistella, afirmou que “a negociação para 2021 nao é o mais importante neste momento, estamos focados no presente. Este é um pequeno obstáculo que deve ser resolvido imediatamente. Pensaremos em 2021 quando decidirmos iniciar novas negociações”.

(Foto: Sky Sports)