O #1 Rebellion Williams eSport, pilotado por Louis Deletraz, Raffaele Marciello, Nikodem Wisniewski e Kuba Brzezinski, venceu a 1º edição das 24h de Le Mans virtuais.

Na segunda posição ficou o #4 da Bykolles – Burst eSport, pilotado por Tom Dillmann, Esteban Guerrieri, Jernej Simončič e Jesper Pedersen, que ficou a cerca de 18s dos vencedores. O pódio foi completo pelo #2 da Rebellion Williams eSport, pilotado por Gustavo Menezes, Bruno Senna, Petar Brljak e Dawid Mroczek.

Quanto à participação portuguesa, nenhum dos nossos pilotos entrou nos dez primeiros, mas, todos conseguiram chegar ao final. O melhor classificado foi o #38 da JOTA Team Redline com António Félix da Costa, Felix Rosenqvist, Rudy van Buren e Kevin Siggy na 15º posição.

O #22 da United Autosports com Filipe Albuquerque ficou na 24º posição. Albuquerque foi acompanhado por Alex Brundle, Job van Uitert e Tom Gamble.

O e-racer Nuno Pinto terminou na 22º posição. O piloto português esteve no #9 da Panis Racing Triple A juntamente com Olivier Panis, Aurélien Panis e Adam Pinczes.

Na classe GTE, a vitória sorriu ao #93 Porsche eSports Team, pilotado por Nick Tandy, Ayhancan Güven, Joshua Rogers e Tommy Østgaard, que conseguiu ficar uma volta à frente do segundo classificado.

Atrás do Porsche ficou o #95 da Aston Martin Racing, carro pilotado por Nicki Thiim, Richard Westbrook, Lasse Sorensen e Manuel Biancolilla. A completar o pódio ficou o #80 Corvette C7.R da R8G eSports Team com Daniel Juncadella, Mathias Beche, Erhan Jajovski e Risto Kappet ao volante.