"É um momento único e histórico nas relações Ucrânia-UE", congratulou-se Zelensky na sua conta oficial da rede social Twitter, afirmando que, na sua opinião, "o futuro da Ucrânia é dentro da UE".

"Saúdo sinceramente a decisão dos líderes da UE no Conselho Europeu, de conceder à Ucrânia o estatuto de candidato (...). Grato ao [presidente do Conselho Europeu] Charles Michel, à [presidente da Comissão Europeia] Ursula von der Leyen e aos líderes da UE pelo apoio", acrescentou.

Charles Michel anunciou que os chefes de Estado e de Governo da UE concordaram hoje atribuir o estatuto de candidatos à Ucrânia e também à Moldova, falando num "momento histórico".

"Acordo. O Conselho Europeu acaba de decidir dar o estatuto de candidatos à UE à Ucrânia e à Moldova", anunciou Charles Michel no Twitter.

E vincou: "É um momento histórico. O dia de hoje representa um passo essencial no vosso caminho em direção à UE".

Também através do Twitter, Ursula von der Leyen falou num "dia bom para a Europa", saudando a aprovação dos líderes europeus.

ANC (ANE/ACC) // SCA

Lusa/Fim

A dose certa de informação. Sem contraindicações.

Subscreva a newsletter Dose Diária.

Esteja em cima do acontecimento.

Ative as notificações do SAPO.

Damos tudo por tudo, para que não lhe falte nada de nada!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #portalSAPO nas suas publicações.