Maria de Lourdes Neto nasceu há 68 anos mas diz, a brincar, que só tem 17. Ter nascido a 29 de fevereiro levou-a a pesquisar as mudanças que se foram registando no país: “Antes a maioria dos pais acabava por registar as crianças nascidas a 29 nos dias 28 de fevereiro ou 1 de março. Até porque existia a ideia de que nascer a 29 dava azar”, contou à Lusa.

De acordo com dados do Instituto do Registo e Notariado, nasceram em Portugal 8.976 pessoas a 29 de fevereiro. Atualmente, ainda estão vivas 7.427: 3.840 mulheres e 3.587 homens.

A razão de existir dia 29 apenas de quatro em quatro anos é facilmente explicável e ensina-se na escola primária: o movimento de translação da terra em volta do sol é de 365,25 dias, "sobrando" por isso todos os anos seis horas. Ora de quatro em quatro anos, essas seis horas dão lugar ao dia 29 de fevereiro.

Até há pouco tempo Maria de Loures não conhecia ninguém que tivesse nascido no mesmo dia e por isso decidiu criar um grupo no Facebook (“bebes bissextos”) para promover o encontro dos “bebés bissextos”, à semelhança do que acontece um pouco por todo o mundo.

Maria de Lourdes lembra que em 2008 o “Club Mundial de los Bisiextos” terá reunido em San Sebastian, Espanha, cerca de 500 aniversariantes, entre os quais “um português”, cuja identidade não viu revelada.

O maior clube de bebés bissextos - “Honor Society of Leap Year Day Babies” - tem cerca de 10 mil membros e está aberto a todas as nacionalidades. Maria de Lourdes Neto é a única portuguesa daquela sociedade.

O seu projeto no Facebook, criado no mês passado, “ainda só tem três membros”, mas Maria de Lourdes acredita que irá crescer e espera que um dia seja possível realizar um grande encontro nacional.

Entretanto, "este ano prevejo passar o dia na terra natal e ter 17 amigas à volta dum bolo de 17 velas”, contou, acrescentando que em vez de presentes quer que os amigos deem donativos para entregar ao Banco Alimentar de Portalegre.

Nos anos em que o seu dia de aniversário não consta no calendário, Maria Neto celebra a efeméride a 1 de março e garante que a maioria “dos bebés bissextos” fazem o mesmo, “porque a 28 de fevereiro ainda não tinham nascido”.