Todas as notícias em primeira mão
Todas as notícias em primeira mão
Todas as notícias em primeira mão
com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais
  • 2012
    Em Portugal vivia-se debaixo de austeridade e gritava-se contra a Troika. No mundo, resquícios da Primavera Árabe do ano anterior continuavam a ecoar pelo Norte de África e Médio Oriente, com as redes sociais a desempenharem um papel fulcral na organização das manifestações. E com um mundo cada vez
  • 2013
    Pela primeira vez na história, o Vaticano teve dois Papas num ano. Por cá, os jovens faziam as malas e emigravam à procura de melhores condições de vida...enquanto outros naufragavam às portas da Europa em busca de uma nova vida. Na ficção, heróis de ‘Frozen’ tentam libertar o seu mundo do inverno e
  • 2014
    A sigla ISIS - Estado Islâmico do Iraque e Síria - entra no vocabulário corrente, com a guerra contra os talibãs a concentrar os esforços nesta região do mundo. A Rússia também mostra o seu apetite expansionista ao anexar a Crimeia. Por cá, um ex-primeiro-ministro é preso. No meio disto tudo, Pharre
  • 2015
    Ano em que o terrorismo ataca em força os valores ocidentais, com França a servir de palco. ‘Je suis Charlie’ espalha-se em manifestações públicas e nas redes sociais. Um menino sírio morre numa praia e torna-se na imagem da crise de refugiados. Por cá nasce a Geringonça, um modelo de governação iné
  • 2016
    Elegemos o Presidente Marcelo, vencemos o Campeonato Europeu de Futebol e António Guterres foi indicado para secretário-geral da ONU. Ao mesmo tempo, os ataques terroristas continuavam na Europa, os ingleses votavam pela saída do Reino Unido da União Europeia e Trump chegava à Casa Branca. Já o SAPO
  • 2017
    Este foi o ano das dicotomias em Portugal. Ainda se vivia a euforia do futebol, vencemos o Festival Eurovisão da Canção e vários prémios de turismo. Mas é também neste ano que se dá uma das maiores tragédias no país: os incêndios em Pedrogão Grande. No mundo, vivia-se debaixo de ataques massivos do
  • 2018
    O casamento de um príncipe com uma plebeia conquista as atenções neste ano, fazendo acreditar em contos de fadas na vida real. Outro caso mostrou também que a realidade facilmente supera a ficção: um resgate de uma equipa de jovens numa gruta na Tailândia fez parar o mundo para acompanhar com angúst
  • 2019
    Os portugueses reelegeram António Costa como primeiro-ministro e viram três pequenos partidos chegarem à Assembleia da República. Este foi também o ano em que o país parou por falta de combustível decorrente de uma greve de camionistas. No resto do mundo, Bolsonaro chegava ao poder e o BREXIT contin
  • 2005
    No ano em que fez 10 anos, o SAPO apresentou mais inovações para servir os utilizadores. Desde o serviço que permite chamadas de voz e vídeo entre computadores ao lançamento do Auto SAPO. Pelo mundo, o terrorismo continuava a aterrorizar o ocidente. E a natureza também fazia das suas: nos EUA o fura
  • 2020
    COVID-19, coronavírus, pandemia, quarentena, confinamento, ventilador, vacina. Estas são as palavras que fazem a esmagadora atualidade mundial durante este ano. Mas enquanto o mundo se fecha dentro de portas, os sentimentos antirracistas voltam a sair um pouco por todo o lado, despoletados pela mort
  • O dever da memória
    Sem memória não existimos. Sem responsabilidade cultural não merecíamos existir. Construir e preservar a nossa memória colectiva tem tudo a ver com a sustentabilidade do mundo em que vivemos.
  • Em patrulha para proteger os golfinhos do Sado
    Não fazer barulho, não se aproximar a menos de 30 metros e não exceder a velocidade de deslocação dos golfinhos são alguns dos comportamentos a ter na observação destes animais e que estão a ser divulgados junto das embarcações que navegam no Estuário do Sado durante o verão. Nós acompanhámos uma mi
  • Sabe que peixe tem no prato?
    Na hora de ir à peixaria, preocupa-se com o impacto da sua escolha? Acha que tem informação suficiente para fazer uma opção sustentável? O simples ato de escolher entre carapaus ou sardinhas, entre peixe de mar ou de aquicultura ou entre marisco europeu ou africano é apenas a ponta de um enorme iceb
  • Todos devemos ser activistas
    Na equação da vida não podemos baixar os braços nem virar costas a uma causa, seja ela qual for. Em algum momento precisamos de ser activistas, lutar contra a infra-estrutura da impunidade, da desigualdade e da injustiça. Mesmo nas vidas mais sossegadas, deveremos ser chamados a escolher as nossas b

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.