WRC 2018 arranca com Rali de Monte Carlo

Mundial de Ralis arranca quarta-feira com o shakedown do Rali de Monte Carlo

Um vez mais e como é tradição, o Rali de Monte Carlo abre o WRC. Não se podia escolher melhor palco para o arranque duma temporada, já que o ‘carater’ normalmente incerto da prova dá à competição o melhor embalo para uma temporada que se espera pelo menos tão entusiasmante quanto a última. Nos próximos dias vamos aqui colocar toda a informação sobre o WRC 2018, competição que promete mais e melhor do que a temporada passada.

De resto, poderíamos aqui falar deste ou doutro piloto, os mais e os menos favoritos, mas desta feita começamos de forma diferente. Vamos falar de batedores, ouvreurs’ como dizem os franceses. Numa prova como o Rali de Monte Carlo, estes elementos têm uma grande importância no sucesso ou insucesso dos pilotos, já que em mais lado nenhum no WRC (a não ser que as condições meteorológicas sejam diametralmente opostas) os pisos correm o risco de nada ter a ver com o momento dos reconhecimentos.

A passagem nos troços até duas horas antes do início de cada troço leva a que esse ajuste final nas notas seja o mais fidedigno possível para os pilotos, e mesmo assim, por vezes há mudanças que surpreendem as equipas. Simon Jean Joseph, batedor de Sébastien Ogier revelou que o ano passado houve um troço em que ajustou notas em todas as curvas duma especial e este trabalho é duma importância enorme para os ‘seus’ pilotos.

Os ‘anjos da guarda’ dos pilotos este ano são. Na Ford, Sébastien Ogier (Simon Jean Joseph); Elfyn Evans (o pai Gwyndaf Evans); Bryan Bouffier (Pascal Enjolras). Na Hyundai, Andreas Mikkelsen (Bernt Kollevold), Thierry Neuville (Bruno Thiry), Dani Sordo (Enrique Ojeda). Toyota: Jari-Matti Latvala (Toni Gardemeister), Esapekka Lappi (Juho Hänninen) e Ott Tänak (Martin Kangur); Citroën: Kris Meeke (Stephen Whitford) e Craig Breen (Mikko Hirvonen).

Este ano o rali realiza-se uma semana mais tarde, e pelo que se vê no momento, não vai faltar neve e gelo, leia-se um Monte Carlo ‘comme il faut’, provavelmente até com muito mais gelo e neve que nos anos anteriores, o que lhe pode tirar um pouco de incerteza quanto aos pneus.
.
Em termos de pilotos, regista-se apenas o terceiro carro oficial da Ford para Bryan Bouffier, e na Hyundai, Hayden Paddon não vem este ano, já que na divisão do terceiro carro, este rali é para Dani Sordo. A Citroën, como se sabe, só terá dois carros este ano, eventualmente com algumas exceções, como na Suécia, em que vão contar com Mads Ostberg.

Há seis equipas no WRC2. A Skoda Motorsport participa com Jan Kopecky, a M-Sport tem dois carros para Eric Camilli e Teemu Suninen. Há também quatro carros no WRC3. Por fim, três nos R-GT, todos Fiat Abarth 124. Kalle Rovanpera e Ole Christian Veiby estão entre os pilotos não registados no WRC2, disputando o Monte Carlo só para aprender.

Os fornecedores de pneus, este ano a Michelin, DMack e Pirelli, podem disponibilizar quatro tipos de pneus, (asfalto macio/super macio/inverno com e sem pregos), todos montados em jantes de 18 polegadas e este é o único evento do campeonato que permite quatro tipos de pneus diferentes.

Martin Holmes

Horário (hora portuguesa)

4ª Feira, 24 de janeiro
Shakedown (Gap) 3.35 km 15:00
5ª Feira, 25 de janeiro (1ª Etapa)
PE1 Thoard – Sisteron 36.69 km 20:43
PE2 Bayons – Bréziers 1 25.49 km 21:51
Assistência Flexi Service A – Gap – 45+3 Min 22:56

6ª Feira, 26 de janeiro (2ª etapa)
Assistência Service B – Gap – 15+3 Min 07:00
PE3 Vitrolles – Oze 1 26.72 km 07:51
PE4 Roussieux – Eygalayes 1 30.54 km 09:04
PE5 Vaumeilh – Claret 1 15.18 km 10:37
Assistência Service C – Gap – 30+3 Min 11:52
PE6 Vitrolles – Oze 2 26.72 km 12:58
PE7 Roussieux – Eygalayes 2 30.54 km 14:11
PE8 Vaumeilh – Claret 2 15.18 km 15:44
Assistência Flexi Service D – Gap – 45+3 Min 16:49

Sábado, 27 de janeiro (3ª Etapa)
Assistência Service E – Gap – 15+3 Min 05:57
PE9 Agnières-en-Dévoluy – Corps 1 29.16 km 07:08
PE10 Saint-Léger-les-Mélèzes – La Bâtie-Neuve 1 16.87 km 08:16
Assistência Service F – Gap – 30+3 Min 09:31
PE11 Agnières-en-Dévoluy – Corps 2 29.16 km 10:57
PE12 Saint-Léger-les-Mélèzes – La Bâtie-Neuve 2 16.87 km 12:08
Assistência Service G – Gap – 30+3 Min 13:23
PE13 Bayons – Bréziers 2 25.49 km 15:09
Assistência Service H – Gap – 45+3 Min 16:29

Domingo, 28 de janeiro (4ª Etapa)
4. etapa
PE14 La Bollène-Vésubie – Peïra-Cava 1 18.41 km 07:32
PE15 La Cabanette – Col de Braus 1 13.58 km 08:08
PE16 La Bollène-Vésubie – Peïra-Cava 2 18.41 km 19:00
PE17 La Cabanette – Col de Braus 2 [Power Stage] 13.58 km 11:18

No seu email. Sem contraindicações.

De segunda a sábado, consulte os especialistas em Desporto, Atualidade, Entretenimento, Tecnologia, Lifestyle e Motores.