Rali da Catalunha, Andreas Mikkelsen: “Tenho de atacar desde o início”

O norueguês quer ajudar a Hyundai a garantir o título de construtores

Andreas Mikkelsen prepara-se para disputar o seu primeiro Rali da Catalunha com as cores da Hyundai, depois de ter ali competido pela última vez pela Volkswagen, e de ter representado a Citroën em alguns eventos desta época. Agora já com um contrato assinado com a marca coreana para 2018, o norueguês espera poder contribuir para que a Hyundai possa lutar pelo título de construtores, apesar do atraso de 64 pontos relativamente à M-Sport, a três provas do final da temporada.

Mikkelsen sabe que não será fácil à Hyundai chegar ao título de construtores, mas está focado no que tem de fazer na ronda espanhola do WRC: “Devemos garantir a ‘dobradinha’ nas três últimas provas. É bastante difícil para mim, que me quero habituar ao carro. É algo a fazer nos testes, onde conhecemos as especiais e as estradas. Mas é preciso e não tenho muito. Tenho de atacar desde o início, adquirindo andamento desde a primeira especial, mesmo não conhecendo ainda muito bem o carro”.

Mikkelsen também passou por processo idêntico com o Citroën C3 WRC, e conseguiu ser segundo na Alemanha, sendo que na Catalunha beneficiará de ter rodado mais com o Hyundai i20 WRC, como faz questão de salientar: “Fiz dois dias de testes no asfalto. Um dia na terra e mais dois na terra com o i20 R5. Foi bastante intenso. Um dos parâmetros mais difíceis de gerir é de utilizar as afinações de diferencial de Hayden Paddon. O seu estilo de condução é tão diferente do meu e o ‘set-up’ não é, por isso, perfeito. Deverá correr melhor para o País de Gales Grã-Bretanha e na Austrália”.