Mercedes-Benz Vans: Os 5 pilares da estratégia de mobilidade elétrica

A estratégia de mobilidade elétrica da Mercedes-Benz Vans é baseada em cinco pilares fundamentais – um ecossistema holístico, especialização no setor, rentabilidade, cocriação e transferência de tecnologia.

A estratégia de mobilidade elétrica da Mercedes-Benz Vans é baseada em cinco pilares fundamentais – um ecossistema holístico, especialização no setor, rentabilidade, cocriação e transferência de tecnologia.

1. O ecossistema holístico aumenta o desenvolvimento do veículo

Um modelo elétrico de tamanho único e não personalizável para comerciantes, serviços de correio e transporte de pessoas, não tem futuro a longo prazo. É por esta razão que a Mercedes-Benz Vans procura criar soluções integrais à medida com base no aconselhamento especializado. O diálogo entre clientes e especialistas da Mercedes-Benz Vans irá permitir a adaptação individual de conceitos de operação para cumprir as necessidades dos setores, do tamanho da frota, do perfil de condução e também dos pré-requisitos estruturais para criar uma infraestrutura de carregamento dedicada nas instalações da empresa.

Desta forma, o aconselhamento fornecido abrange muito mais do que a escolha das versões certas dos veículos e dos detalhes do equipamento específico do setor em análise. A utilização das soluções de conectividade específicas para veículos elétricos assim como do financiamento e dos conceitos de mobilidade, também serão tratados na fase prematura do planeamento. A rede de concessionários da Mercedes-Benz Vans oferece elevada qualidade, serviço em todo o território nacional e gestão da manutenção e de serviço 24 horas por dia.

Este ecossistema inclui os seguintes elementos:

• Infraestrutura de carregamento robusta e inteligente;
• Soluções de conectividade para a obtenção de informação sobre o estado de carga, autonomia da bateria e ótimo planeamento do percurso em tempo real;
• Consultadoria: App eVAN Ready e ferramenta TCO para a análise do comportamento de condução e dos custos gerais;
• Veículos de aluguer para os períodos de maior necessidade;
• Programa de formação de motoristas para frotas de veículos elétricos.

A formação de colaboradores é particularmente crucial para a utilização eficiente de um comercial ligeiro elétrico durante as atividades diárias de negócio, pois um estilo de condução adequado poderá influenciar positivamente a autonomia máxima.

2. Elevado nível de especialização no setor para a escolha do produto certo

Como pioneira no desenvolvimento de veículos elétricos de bateria – o comercial ligeiro MB 100 era movido por um motor elétrico em meados dos anos 90 – a Mercedes-Benz Vans combina a experiência adquirida ao longo de duas décadas com uma abrangente especialização no setor, resultante das atividades diárias de vendas e de marketing. Mais ainda do que no caso da utilização por clientes particulares, os veículos utilizados para fins comerciais devem ser exatamente concebidos à medida da sua respetiva utilização.

Os diversos tipos de comércio e de serviços, os fornecedores de serviços de correio ou de entrega de encomendas e as empresas envolvidas no transporte público ou privado de pessoas, pretendem soluções bastante diferentes. Ao começar com o modelo Vito e aplicar em 2019 a mesma estratégia ao Sprinter, a Mercedes-Benz Vans irá oferecer veículos elétricos versáteis e flexíveis, que durante o processo de compra podem ser adaptados ao nível da autonomia e do equipamento de gestão de carga, para adequar o veículo à utilização específica pretendida. O novo eVito irá incorporar esta grande versatilidade a partir do lançamento de mercado.

3. Foco centrado na rentabilidade e no custo total de propriedade (TCO)

No que diz respeito aos custos operacionais (custo total de propriedade), o novo veículo oferece características idênticas ao do Vito a diesel. O maior preço de compra é compensado pelos menores custos de energia e de manutenção e também pela poupança fiscal. O enquadramento apropriado, como o atrativo preço da eletricidade, é um pré-requisito. O rápido desenvolvimento da tecnologia das baterias promete que, no futuro, os veículos equipados com motor elétrico serão amortizados mais rapidamente do que os equipados com motores de combustão interna, e irão oferecer diversos benefícios comerciais e ambientais.

Além disso, a abordagem holística e o fornecimento de um completo ecossistema eDrive, reduz significativamente os custos operacionais ao longo de todo o ciclo de vida comparativamente às soluções individuais e oferece aos clientes benefícios e valor comercial acrescentado.

4. Cocriação com o cliente, um novo ponto focal de desenvolvimento

A eletrificação da gama de modelos é acompanhada por uma mudança de paradigma no desenvolvimento – sendo a cocriação com o cliente o fator central. Por exemplo, os clientes estratégicos, como a empresa Hermes que presta serviços de logística, e os seus requisitos específicos, são integrados diretamente no desenvolvimento contínuo dos veículos elétricos e dos serviços. A Hermes e a Mercedes-Benz Vans firmaram um acordo de cooperação no início deste ano e irão entrar numa fase de testes em Hamburgo e em Estugarda no início de 2018.

A frota de veículos elétricos que será utilizada na entrega de encomendas, será subsequentemente implementada noutras áreas urbanas e irá atingir um total de 1.500 modelos elétricos Vito e Sprinter até 2020. A cooperação estratégica também inclui um trabalho conjunto para gerar um conceito de infraestrutura de carregamento eficiente nos centros de logística da Hermes, e serviços informáticos para o ótimo controlo da frota de veículos elétricos. Além disso, todo o processo de distribuição será acelerado através de sistemas de carregamento automatizado dos espaços de carga que facilitam o carregamento e o descarregamento da carga.

A Mercedes-Benz Vans está a trabalhar com os seus clientes para dirigir o processo de inovação nas soluções de fim da cadeia de distribuição e não apenas nas soluções para o setor de transporte de correio e de entrega de encomendas. “Os resultados da cocriação com o cliente para soluções e fim da cadeia de distribuição podem ser transferidos para outros setores. No fim do dia, todos os clientes poderão beneficiar desta transferência de conhecimento e de tecnologia”, esclarece Mornhinweg.

5. Transferência de conhecimento e de tecnologia do Grupo Daimler

A aplicação das promessas de marca fundamentais da Mercedes-Benz Vans é independente do tipo de cadeia cinemática – a ergonomia, a segurança do posto de trabalho, o conforto e a segurança em geral também não poderão ser comprometidas no futuro. O veículo também deve ser atrativo para os motoristas, que o utilizam diariamente.

Para garantir estes atributos de referência, a Mercedes-Benz Vans baseia-se em comprovados conceitos de veículos, aperfeiçoando-os adicionalmente com uma cadeia cinemática totalmente elétrica desenvolvida internamente. Isto é conseguido através da utilização dos vastos recursos tecnológicos da Daimler AG. A adoção de elementos modulares com um elevado grau de maturidade, a partir do desenvolvimento de veículos ligeiros de passageiros, garante uma excelente qualidade.

O Grupo está a investir fortemente na mobilidade elétrica e a utilizar sistematicamente as sinergias entre as divisões de veículos ligeiros de passageiros e de comerciais ligeiros. Deutsche Accumotive – uma subsidiária da Daimler sedeada em Kamenz, na proximidade de Dresden – fornece as baterias para o eVito. Os diferentes sistemas de carregamento de baterias e tamanhos das baterias estabelecem novas referências em economia e na relação custo/benefícios. Além do elevado investimento noutras áreas do Grupo, ao longo dos próximos anos a Mercedes-Benz Vans irá investir adicionalmente 150 milhões de euros na eletrificação do seu portfólio de veículos comerciais.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Desporto, Atualidade, Entretenimento, Tecnologia, Lifestyle e Motores.