Liberty Media quer o mesmo que a Ferrari

"Queremos que as equipas estejam na competição para vencer, mas que todos possam ter a sua chance"

Sergio Marchionne veio a público recentemente dizer que não quer a Ferrari a correr numa “NASCAR global”, referindo ao que julga ser o que pretende a Liberty Media com as mudanças que está a levar a cabo na F1, mas segundo Chase Carey, não é nada disso que se pretende. Carey assegura que a Liberty também não quer nada disso: “Não penso que tenhamos uma visão diferente da Ferrari. Definitivamente, não queremos ser uma NASCAR. Não queremos carros standard, não queremos 20 monolugares iguais em pista em que só o piloto é diferente, queremos que as equipas tenham a possibilidade de criar algo que seja único, motores, chassis” disse Chase Carey que no entanto faz finca pé na questão dos custos: “Mas queremos também que as equipas estejam na competição para vencer, mas que todos possam ter a sua chance. Sabemos que a F1 nunca vai ser igual, haverá sempre favoritos, mas queremos que as equipas sintam que têm uma chance de lutar. O desporto nasceu para ter resultados incertos, e nós queremos uma disciplina em que exista incerteza quanto aos resultados, é preciso competição, incerteza, grandes lutas, grandes histórias, dramas, temos que conseguir criar isso”, disse.