‘Grid girls’ na Fórmula 1: Sim ou não?

Os novos donos da Fórmula 1 estão a analisar se faz sentido manter as 'grid girls' na F1

Os novos donos da Fórmula 1 estão a ponderar se a utilização de ‘grid girls’ ainda faz sentido na Fórmula 1. Ross Brawn, Managing Director da Fórmula 1 disse que a sua utilização é um “tópico delicado” que está a ser ponderado pela Liberty Media. Pelos vistos, há quem ache que se deve respeitar essa tradição de longo termo da F1, mas também há quem pense que isso é perfeitamente descartável.

Já o Diretor Executivo da Fórmula 1, Chase Carey é de opinião que se deve ouvir muita gente: “O que precisamos é de falar com muita gente, ter o maior número de pontos de vista possíveis e depois tomar a decisão certa para o futuro do desporto.”

Como se sabe, as ‘Grid girls’ são modelos utilizadas para questões promocionais, na maior parte dos casos usam roupa dos parceiros da F1, e existem desde os anos 60 na F1, bem como na maioria dos eventos em circuitos fechados. E desta forma está aberta a discussão. Quanto a nós, deixem as Senhoras lá estar, que estão muito bem, dão brilho ao espetáculo, eventualmente aligeiram o ‘stress’ dos pilotos nos momentos tensos antes das partidas, e quando se ruma à volta da aquecimento todos se concentram no que verdadeiramente interessa, a corrida.

Nós concordamos totalmente com Daniel Ricciardo, quando diz que por ele não vê qualquer ponto negativo, só positivos: “quando era um puto, via o chapéu de chuva e as meninas, e isso sempre fez parte da atração do desporto”