GP Japão F1: Pole e volta recorde para Lewis Hamilton

Mais uma pole-position para Lewis Hamilton

Depois duma qualificação na Malásia que terminou com o melhor Ferrari a 0.045s e o melhor Red Bull a 0.465s, Lewis Hamilton virou completamente o ‘jogo’ a seu favor no Japão, onde obteve mais uma pole-position – e com novo recorde da pista –  desta feita por números bem diferentes, já que deixou o seu colega de equipa na Mercedes, Valtteri bottas a 0.332s, sendo que Sebastain Vettel ficou, desta feita a 0.472s. Bem diferente do equilíbrio na Malásia. Bottas é segundo, mas tem cinco posições na grelha para cumprir, pelo que arranca de sexto, pois Raikkonen, que foi sexto, perde também cinco lugares e arranca de 11º.

Sebastian Vettel não conseguiu desta feita ter feito melhor que ficar atrás dos dois Mercedes, embora vá partir ao lado de Lewis Hamilton, tendo portanto uma boa oportunidade para o bater, se bem que com o andamento dos Mercedes este fim de semana as coisas serão bem diferentes.

Quarto lugar para Daniel Ricciardo, que terminou a 0.987s de Hamilton, o que mostra que a margem dos Mercedes nesta pista é o dobro do que se viu na qualificação de Sepang. Max Verstappen foi quinto, mas não conseguiu fazer melhor do que ficar a 1.013s do homem da pole.

Na Q3, no final da primeira série de voltas, Hamilton estava na frente com 0.452s face a Vettel, com Bottas em terceiro a 0.641s. Ricciardo era o melhor dos Red Bull a 1.099s de Hamilton e Verstappen, distava 1.640s. Kimi Raikkonen não registou qualquer tempo pois abandonou a sua volta depois de um pequeno erro.

As duas primeiras fases
Um acidente de Romain Grosjean nos ‘S’ levou ao final antecipado da primeira fase da qualificação, já que os 78 segundos que faltavam não era suficientes para que um piloto saísse do pitalne e iniciasse uma nova volta de qualificação. Romain Grosjean, Pierre Gasly, Lance Stroll, Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein foram eliminados da qualificação.

Q2: Sem surpresas a segunda fase da qualificaçao do GP do Japão de F1, que terminou com a eliminação de Stoffel Vandoorne, Nico Hulkenberg, Kevion Magnussen, Jolyon Palmer e Carlos Sainz. Com a penalização de 35 lugares na grelha de Alonso, Vandoorne arranca de décimo, pelo menos, dependendo agora das posições de Raikkonen e Bottas, que têm cinco lugares na grelha para cumprir.

Tempos

1 Lewis Hamilton MERCEDES 1:29.047 1:27.819 1:27.319 18 2 Valtteri Bottas MERCEDES 1:29.332 1:28.543 1:27.651 17 Penalização 5 lugares 3 Sebastian Vettel FERRARI 1:29.352 1:28.225 1:27.791 19 4 Daniel Ricciardo RED BULL RACING TAG HEUER 1:29.475 1:28.935 1:28.306 13 5 Max Verstappen RED BULL RACING TAG HEUER 1:29.181 1:28.747 1:28.332 12 6 Kimi Räikkönen FERRARI 1:29.163 1:29.079 1:28.498 15 Penalização 5 lugares 7 Esteban Ocon FORCE INDIA MERCEDES 1:30.115 1:29.199 1:29.111 16 8 Sergio Perez FORCE INDIA MERCEDES 1:29.696 1:29.343 1:29.260 17 9 Felipe Massa WILLIAMS MERCEDES 1:30.352 1:29.687 1:29.480 16 10 Fernando Alonso MCLAREN HONDA 1:30.525 1:29.749 1:30.687 13 Penalização 35 lugares   Q2 11 Stoffel Vandoorne MCLAREN HONDA 1:30.654 1:29.778 11 12 Nico Hulkenberg RENAULT 1:30.252 1:29.879 10 13 Kevin Magnussen HAAS FERRARI 1:30.774 1:29.972 11 14 Jolyon Palmer RENAULT 1:30.516 1:30.022 10  Penalização 20 lugares 15 Carlos Sainz TORO ROSSO 1:30.565 1:30.413 11 Penalização 20 lugares  Q1 16 Romain Grosjean HAAS FERRARI 1:30.849 5 17 Pierre Gasly TORO ROSSO 1:31.317 7 18 Lance Stroll WILLIAMS MERCEDES 1:31.409 6 19 Marcus Ericsson SAUBER FERRARI 1:31.597 7 20 Pascal Wehrlein SAUBER FERRARI 1:31.885 7