F1, Fernando Alonso: “A Red Bull vai pressionar a McLaren”

O espanhol já pensa no cenário de 2018

Fernando Alonso considera que a melhoria do desempenho da Red Bull nas mais recentes corridas vai colocar alguma pressão sobre os ‘ombros’ da McLaren, que padece de um défice de performance com a unidade de potência da Honda, sendo comparada com outras equipas animadas com motores Renault em 2018, quando a equipa de Woking dispuser dos propulsores da marca francesa.

Para Alonso o desempenho da Red Bull em Itália foi bom, mas a reação de equipa na Malásia mostrou que a formação de Milton-Keynes evoluiu bastante, batendo mesmo a Mercedes sem precisar de ‘fatores externos’, por isso a comparação com a McLaren vai ser tremenda: “Em Monza já vimos uma performance satisfatória da Red Bull num circuito onde a potência conta, mas fizeram um grande progresso na Malásia. Bateram a Mercedes sem a ajuda da chuva e sem tentarem uma estratégia diferente. Colocam pressão sobre a McLaren, já que o seu carro é mais eficaz e o seu chassis é mais competitivo”.

Ainda assim, Alonso acredita que a sua equipa pode e deve melhorar, se quiser estar à altura do desafio que vai enfrentar na temporada de 2018: “Temos de nos assegurar que fazemos o nosso trabalho ao nível do chassis, já que o motor pode dar-nos a vitória, como a Red Bull o provou. Temos de igualar as suas performances com o chassi, e isso é um desafio para nós. A questão é saber como a McLaren pode ficar à sua frente. Não deve temer as outras equipas já que deve ser melhor do que qualquer outra escuderia”.