ETCC: Fábio Mota contraria qualificação difícil em Most

O piloto de Gaia vai partir de sexto para a primeira corrida do fim de semana checo

Não foi fácil o começo do fim de semana de Fábio Mota em Most, na República Checa, onde se disputa a sexta ronda da Taça Europeia FIA de Carros de Turismo. Mesmo assim o piloto português garantiu o sexto lugar da grelha para a primeira das duas corridas do programa. Numa pista exigente, com pouco mais de 4,2 km, faltou alguma sorte para que Fábio pudesse fazer melhor, já que nos testes de sexta-feira não pôde rodar muito, devido a um problema na caixa de velocidades do seu SEAT Leon. E assim não pôde conhecer o traçado como gostaria.

Mesmo assim Fábio Mota conseguiu limitar os danos e estar envolvido na discussão pelos melhores tempos. O que o deixou satisfeito: “Tivemos um dia difícil, devido a dificuldades técnicas, o que atrasou todo o nosso programa, que passava por me ambientar a um circuito novo e por afinar bem o carro. Tivemos que fazer tudo isso na sessão de treinos livres de hoje e na qualificação”. Por isso, e face ao sucedido, o piloto de Gaia considera que o sexto lugar na grelha “é um bom resultado, havendo ainda margem de progressão”.

Para as corridas, Fábio Mota espera poder evoluir, melhorando o comportamento do carro: “Temos ainda algum trabalho pela frente. Mas acredito que, se conseguirmos estar bem preparados para as corridas de amanhã, poderemos garantir bons resultados e terminar a época em alta. É esse o meu objectivo”.