Como prevenir o sobreaquecimento do motor

São inúmeros os motivos que podem originar problemas num veículo. Apesar do muito cuidado que possamos ter, há ‘detalhes’ que podem passar despercebidos, mas que podem estar a danificar o nosso modelo com a sua utilização ao longo do tempo. Um desses casos é precisamente a questão do sobreaquecimento do motor, que, senão for retificada

São inúmeros os motivos que podem originar problemas num veículo. Apesar do muito cuidado que possamos ter, há ‘detalhes’ que podem passar despercebidos, mas que podem estar a danificar o nosso modelo com a sua utilização ao longo do tempo. Um desses casos é precisamente a questão do sobreaquecimento do motor, que, senão for retificada em tempo próprio, pode trazer verdadeiros dissabores à carteira. Conheça alguns indícios e causas que podem estar na origem do sobreaquecimento do motor, percorrendo a galeria em cima ou vendo os tópicos em baixo.

André Duarte

Termóstato: é ele que regula a temperatura do motor. Quando não está a funcionar corretamente, a válvula pode não abrir no momento indicado ou nem sequer abrir, impedindo a circulação do líquido de refrigeração no motor e originando o sobreaquecimento deste. Numa situação limite, o sobreaquecimento pode queimar a junta da colaça ou mesmo pôr fim à vida do motor. Numa situação em que nos apercebamos que algo não está a funcionar corretamente, o ideal é manter uma condução a baixas velocidades e ir controlando a temperatura do motor através do termómetro no painel de instrumentos. Se necessário, parar mesmo o veículo;

Termómetro: o sensor de temperatura do motor pode estar com defeito e indicar-nos erroneamente a temperatura, levando-nos a pensar que está tudo bem, ou nem indicar sequer. Em ambos os casos deixamos de ter a percepção da temperatura real do motor e se ele está ou não a sobreaquecer. O próprio ponteiro no painel de instrumentos pode estar a funcionar com defeito, não nos fornecendo a informação real. O ideal é, em alguma das idas ao mecânico, pedir uma opinião especializada;

Ventoinha: tem a função de arrefecer o motor a partir de elevadas temperaturas, mas se não estiver em condições, não irá ligar quando devido, podendo originar o sobreaquecimento deste;

Líquido de refrigeração: se o nível estiver abaixo do mínimo recomendado, este será insuficiente para cumprir a sua função de manter constante a temperatura do motor, levando ao seu sobreaquecimento;

Tubos: é aconselhável serem verificados, porque se estiverem com cortes os ressequidos, podem originar fugas e penalizar a devida refrigeração do motor;

Bomba de água: se não estiver a funcionar corretamente, a água não irá circular pelo motor e este irá sobreaquecer;

Tampa do radiador: se esta não estiver devidamente colocada, quando o motor aquecer o líquido irá por ela evaporar e/ou vazar, contribuindo para o sobreaquecimento do motor;