Venezuela entra em incumprimento. Não paga juros da elétrica estatal

Em causa está o falhanço por parte da Venezuela do pagamento dos juros de um título de 650 milhões de dólares (560 milhões de euros) da empresa elétrica estatal Corpoelec.

Em causa está o falhanço por parte da Venezuela do pagamento dos juros de um título de 650 milhões de dólares (560 milhões de euros) da empresa elétrica estatal Corpoelec.

A Venezuela entrou hoje em default ao falhar o pagamento dos juros de um título de 650 milhões de dólares (560 milhões de euros) da empresa elétrica estatal Corpoelec.

A falta de pagamento, segundo a imprensa venezuelana, foi avançada pela empresa Wilmington Trust, o fiduciário do título, num comunicado enviado hoje à Bolsa do Luxemburgo.

Segundo o portal da Internet La Patilla, os detentores viam os títulos, que vencem em 2018, como os de maior risco e por isso caíram recentemente para um mínimo histórico de 0,23 dólares (0,19 euros).

“Um eventual incumprimento da estatal Petróleos da Venezuela SA (PDVSA), bem como dos títulos soberanos (da República), poderia levar os credores a tentarem reclamar ativos da empresa petrolífera, mas neste caso os investidores estrangeiros não têm nada que possam confiscar”, explicou.