TheNetwork acabou. E vai continuar

O evento TheNetwork acabou há três semanas. O TheNetwork, projeto e plano, vai continuar. Porque tem boas razões para isso.

O evento TheNetwork acabou há três semanas. O TheNetwork, projeto e plano, vai continuar. Porque tem boas razões para isso.

O TheNetwork, evento, acabou há três semanas e foi, a julgar por vários parâmetros, um sucesso. Pelo nível de oradores que se deslocaram a São João da Madeira e dos debates que geraram. Pelo número de startups que conseguiram desenvolver oportunidades de negócio e até mais do que isso: conseguiram perspetivar oportunidades junto dos oradores e das indústrias que marcaram presença.

Por ter feito tudo aquilo a que se comprometia: descentralizar eventos desta natureza, derrubar barreiras entre empreendedorismo e indústria e potenciar o #networking de uma forma nova e diferente.

Mas o objetivo do TheNetwork não se cumpre com um só evento. Afinal de contas, a indústria ainda tem — e vai ter sempre — muito a aprender com as startups: como inovar produtos, testar ideias, e fazer acontecer mais com os recursos disponíveis. Tal como as startups vão sempre ter muito a beneficiar com a indústria: pela estabilidade que pode vir daí e pelas oportunidades de negócio.

A Yupido deve-nos uma explicação, mas não é a única

Enquanto houver espaço para aproximar estes dois mundos tão distantes, e para crescermos e aprendermos juntos, o TheNetwork tem razões para existir.

O TheNetwork, projeto e plano, vai continuar. Vai continuar a organizar o evento de 2018, que trará várias novidades (vamos anunciar algumas em breve), algumas das quais internacionais. Mas vai também expandir noutras direções, assumir um papel mais importante e, acima de tudo, continuar a crescer.

O TheNetwork, projeto e plano, vai continuar. Porque tem boas razões para isso e muito caminho para percorrer ainda.

Artigo desenvolvido por Francisco Leite, Founder do projeto TheNetwork