Rolex apoia o Portugal Masters

A Rolex continua o seu compromisso com o golfe sendo, pelo segundo ano consecutivo, Official Timekeeper do Portugal Masters, o mais importante torneio nacional de golfe.

Pelo segundo ano consecutivo, a Rolex é o Official Timekeeper, uma espécie de “guardador do tempo” do Portugal Masters, que decorre de 21 a 24 de setembro, no Dom Pedro Victoria Clube de Golfe, em Vilamoura, Algarve.

A relação da Rolex com o golfe celebra 50 anos e, há mais de 30 que a marca tem o privilégio de ser parceira e relógio oficial do The Open, o mais antigo torneio de golfe do mundo. Durante as últimas cinco décadas, a marca tem apoiado ativamente as maiores competições e instituições, bem como os jogadores mais prestigiados do mundo do golfe. Além do torneio nacional, a marca de relojoaria suíça é, ainda, parceira dos principais circuitos de golfe e torneios profissionais, nomeadamente os três Majors masculinos que os melhores jogadores sonham vencer todos os anos — Masters do Augusta National Golf Club (E.U.A.), o U.S. Open e o The Open (Reino Unido) –, e os cinco Majors do golfe feminino — The Evian Championship (França), o ANA Inspiration (E.U.A.), o U.S. Women’s Open (E.U.A.), o Ricoh Women’s British Open (Reino Unido) e o KPMG Women’s PGA Championship (EUA).

A Rolex está igualmente associada aos jogadores mais prestigiados deste desporto, alguns dos quais reforçaram a sua relação com a marca enquanto Embaixadores, como Jordan Spieth, Jason Day e Rickie Fowler, os campeões Tiger Woods e Phil Mickelson, que venceram os Majors repetidamente, a lendária Annika Sörenstam, bem como Lydia Ko, Rolex Player of the Year no golfe feminino, em 2015. Esta relação segue uma tradição nascida com três grandiosos representantes do golfe moderno: Arnold Palmer, Jack Nicklaus e Gary Player, que formam o trio conhecido pelo nome de ‘The Big Three’.

Timex, o melhor relógio que o dinheiro compra

Os laços entre a Rolex, o desporto e a superação dos limites remontam às próprias origens da marca, criada por Hans Wilsdorf em 1905. Depois de se revelar pioneira na precisão do relógio de pulso, a Rolex inventou, em 1926, o Rolex Oyster, o primeiro relógio de pulso impermeável do mundo, graças à caixa equipada por um engenhoso sistema patenteado com luneta, fundo e coroa rosqueados. No ano seguinte, para testar a sua criação, Hans Wilsdorf confiou um Oyster a Mercedes Gleitze, uma jovem nadadora inglesa que se preparava para atravessar o Canal da Mancha: após mais de dez horas de imersão, o relógio continuou a funcionar perfeitamente.

Foi assim que Mercedes Gleitze, ao comprovar o desempenho excecional do Oyster, se tornou na primeira embaixadora Rolex. A Rolex continua a avaliar o Oyster em condições reais utilizando o mundo como verdadeira plataforma de testes, demonstrando em diversas ocasiões a sua fiabilidade e desempenho nas condições mais extremas. Este compromisso com o desempenho excecional manifesta-se igualmente na excelência desportiva, domínio no qual a Rolex, parceira valiosa, investe ativamente.