Número de subsídios de desemprego aumenta ligeiramente em abril

O número de beneficiários aumentou em termos mensais, depois de quatro meses de quebra. Medida extraordinária de apoio aos desempregados atinge agora o valor mais elevado.

Depois de quatro meses consecutivos de descidas, o número de beneficiários de subsídio de desemprego aumentou ligeiramente em abril, face ao mês anterior. A Segurança Social pagou então 211.431 prestações, mais 1.146 (ou 0,5%) do que em março.

Em comparação homóloga, o número continua em queda — há já 42 meses — mas a redução de 12,7% agora sentida é a menos pronunciada desde o final do ano passado, de acordo com os dados atualizados esta sexta-feira pela Segurança Social.

Número de beneficiários de prestações de desemprego

Fonte: Segurança Social

Estes 211.431 beneficiários abrangem não só pessoas que recebem o subsídio de desemprego como também subsídios sociais, atribuídos a desempregados inseridos em agregados de rendimentos reduzidos que não descontaram tempo suficiente para aceder à prestação “principal” ou já esgotaram o seu tempo de atribuição.

Ler Mais INE disse que desemprego é de 10,1%. A OCDE diz 9,9%. What?

Além disso, está também aqui incluída a medida extraordinária de apoio aos desempregados, que atingiu agora o valor mais alto. Na base de dados da Segurança Social, o primeiro registo surge em julho de 2016, com 73 beneficiários. Os dados mais recentes apontam agora para 3.265 subsídios, o valor mais alto desde então. Em causa está um apoio pago durante seis meses a pessoas inseridas em agregados de baixos rendimentos que esgotaram o subsídio social de desemprego há mais de 360 dias.