Há menos beneficiários do RSI. São quase 211 mil

No mês de julho foram menos 256 as famílias a receberem o Rendimento Social de Inserção, diz o Instituto de Segurança Social.

O número de indivíduos e famílias beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) diminuiu ligeiramente em julho face ao mês anterior, havendo atualmente perto de 211 mil pessoas a receber esta prestação social e quase 95 mil famílias.

De acordo com os dados mais recentes do Instituto de Segurança Social (ISS), no mês de julho registaram-se 210.822 pessoas beneficiárias do RSI, menos 256 quando comparando com o mês de junho, o que representa uma diminuição de 0,12%.

Comparando com o período homólogo de 2016, a queda é mais abrupta, já que nessa altura havia 214.921 indivíduos a receber esta prestação social, o que significa uma diminuição de 1,9% e em termos absolutos menos 4.099 pessoas.

Quem pedir RSI já não tem de mostrar documento do carro

Nas famílias, a tendência é igual e depois de, em junho, o RSI ter chegado a 95.267 agregados familiares, em julho esse número desceu para 94.687, ou seja, menos 580 (-0,6%). Olhando para julho do ano passado, a quebra é de 2,8%, já que há um ano havia 97.434 famílias a receber esta prestação social. Olhando para a dispersão geográfica, e continuando uma tendência de há vários anos, a maioria dos beneficiários concentra-se nos distritos do Porto, Lisboa e Setúbal.

O distrito do Porto concentra 62.219 indivíduos e 28.579 famílias beneficiárias, logo seguido de Lisboa, com 36.371 indivíduos e 16.708 famílias, e de Setúbal, com 18.919 indivíduos e 8.594 famílias. Em termos de valores médios mensais auferidos, o valor que cada indivíduo recebeu desceu 0,15 euros entre junho e julho, enquanto nas famílias essa quebra foi de 0,59 euros.