BPI estima que Navigator possa dar dividendo extraordinário

A venda do negócio de pellets nos Estados Unidos pode ajudar a empresa a encaixar o suficiente para optar por distribuir pelos acionistas um dividendo extraordinário, estimam os analistas do banco.

A venda do negócio de pellets nos Estados Unidos pode ajudar a empresa a encaixar o suficiente para optar por distribuir pelos acionistas um dividendo extraordinário, estimam os analistas do banco.

A Navigator poderá distribuir um dividendo extraordinário aos seus acionistas após a venda do seu negócio de pellets nos Estados Unidos, que foi anunciada no final da semana passada. A papeleira portuguesa vendeu o negócio de granulados de madeira no estado da Carolina do Sul, e uma nota de research do BPI a que o ECO teve acesso indica que possa vir aí dividendo extraordinário.

“A empresa não tem projetos novos para lá de 2018, e pensamos que isto poderá ser usado para avançar com um novo plano de negócio com investimentos nos seus projetos centrais, enquanto a Navigator também deverá usar parte dos lucros para distribuir um dividendo extraordinário”, lê-se na nota distribuída aos investidores pelo BPI.

Os analistas acrescentam que o dividendo distribuído pela Navigator já é alto, e que “um dividendo extraordinário seria bem-vindo no mercado”.

A empresa de pellets da Navigator nos Estados Unidos deverá ter a venda finalizada no primeiro semestre deste ano. A empresa justificou a venda da fábrica, que pode produzir 500 mil toneladas por ano, como “uma oportunidade financeiramente atrativa de desinvestimento”, no comunicado enviado à CMVM.

De segunda a sábado,

consulte os especialistas em Desporto, Atualidade, Entretenimento, Tecnologia, Lifestyle e Motores.