Bitcoin bate barreira dos 15 mil dólares

A euforia em torno da bitcoin continua. A moeda virtual tocou os 15.075 dólares, estabelecendo assim um novo máximo de sempre.

A euforia em torno da bitcoin continua. A moeda virtual tocou os 15.075 dólares, estabelecendo assim um novo máximo de sempre.

A bitcoin continua a renovar máximos históricos. Esta manhã, a moeda virtual já bateu a fasquia dos 15 mil dólares, apesar de todas as dúvidas que existem em torno do real valor das criptomoedas e do potencial risco de uma bolha.

A moeda virtual tocou os 15.075 dólares, negociando agora nos 14.951 dólares, o que faz com que, esta quinta-feira, registe uma valorização de 12%.

Bitcoin em 2017

Fonte: Bloomberg

Já na quarta-feira a bitcoin tinha batido um novo recorde ao atingir os 12.905,06 dólares, dando corpo a uma escala persistente que se assiste. No último mês, a bitcoin quase duplicou de valor, ao passar dos 6.600 dólares a 1 de novembro para os quase 13 mil de dezembro. Este mês a subida é superior a 50%, diz a Bloomberg.

A euforia em torno deste ativo continua. As últimas notícias apontam para que a CME Group e a CBOE Global Markets passem a oferecer contratos de futuros da criptomoeda, a arrancarem já este mês de dezembro. Um desempenho que parece ignorar os alertas que são lançados. A especulação em torno da bitcoin é a “própria definição de bolha”, disse o CEO do Credit Suisse, Tidjane Thiam, aos jornalistas em Zurique na quinta-feira. “O único motivo, hoje, para comprar ou vender bitcoin é ganhar dinheiro”, um tipo de especulação que “raramente leva a um final feliz”, disse Thiam.

Já o CEO do JPMorgan, Jamie Dimon, um dos mais acérrimos opositores da bitcoin em Wall Street, disse, em outubro, afirmou que as pessoas que compram a moeda são “idiotas” e que os governos acabarão por a esmagar.

(Notícia atualizada às 10h15 com novas cotações)

No seu email. Sem contraindicações.

De segunda a sábado, consulte os especialistas em Desporto, Atualidade, Entretenimento, Tecnologia, Lifestyle e Motores.